Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
CAPACITAÇÃO

Capacitação: "Cultura de paz nas escolas: ferramentas de prevenção e gestão de conflitos"

Publicado: Quinta, 23 de Novembro de 2017, 12h06 | Última atualização em Quinta, 07 de Dezembro de 2017, 11h04

Estão abertas inscrições para capacitação interna "Cultura de paz nas escolas: ferramentas de prevenção e gestão de conflitos", que acontecerá no campus São Paulo de 08 a 12 de janeiro de 2018, com carga horária de 20 horas.

O curso será ministrado pela docente Carla Arantes de Souza, professora de Direito e Cidadania do campus, mediadora e facilitadora de práticas restaurativas e coordenadora do projeto de extensão “Dialoga IFSP”. Ao todos serão disponibilizadas 40 vagas para professores e técnicos-administrativos do IFSP.

As inscrições serão feitas até o dia 23/12/2017, pelo link http://limesurvey.ifsp.edu.br/index.php/357353/lang-pt-BR

 

SOBRE O CURSO

OBJETIVO: o curso de aprimoramento tem como objetivo proporcionar conceitos e vivências de comunicação não-violenta, práticas restaurativas e mediação de conflitos com o propósito de aportar ferramentas para a prevenção e gestão de conflitos nas escolas, que são ambiente de excelência para gestar novos valores e promover uma nova cultura - a cultura da paz. O curso também abordará técnicas de negociação e outras ferramentas correlatas ao manejo dos conflitos, que, a partir de uma visão prospectiva (tendo como foco a melhoria das relações), busca trabalhar as diferenças com a inclusão da visão, necessidades e valores do outro.

JUSTIFICATIVA: É necessário que as escolas implementem medidas para prevenir conflitos e também para o manejo dos mesmos (já que são inevitáveis) de maneira positiva, de modo a gerar mudanças positivas nas relações. A escalada de conflitos que geram cada vez mais processos administrativos nas Instituições de ensino, por vezes até mesmo a judicialização destes, sobrecarregam de trabalho e geram imenso desgaste.

O uso da comunicação não-violenta, das práticas restaurativas e da mediação nas escolas têm se mostrado benéficos para o estabelecimento de um melhor ambiente de aprendizagem, bem como para a construção de comunidades sustentáveis.

METODOLOGIA: O curso de aprimoramento se dará por meio do uso de metodologias participativas advindas das práticas restaurativas, tendo como principal referência os procedimentos metodológicos desenvolvidos por Kay Pranis (sobretudo da “hora de círculo” e do “objeto de fala”). Os cinco encontros presenciais abordarão os seguintes temas:

1)      O conflito: seus ciclos e dinâmicas.

2)      Enfoques para resolver disputas: os interesses, a razão e o poder.

3)      Comunicação não-violenta: introdução

4)      Comunicação não-violenta: os passos da CNV

5)      Círculo de paz: uma proposta para uma disciplina restaurativa nas escolas.

Pretende-se que ao final os participantes tenham adquirido ferramentas que os auxiliem a melhorar a eficiência da comunicação, contribuindo para a sustentabilidade das relações nos seus diversos âmbitos (laboral, familiar, etc).

registrado em:
Fim do conteúdo da página