Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Projeto de Extensão propõe inclusão de estrangeiros hispânicos vivendo em São Paulo

Publicado: Quarta, 28 de Março de 2018, 11h48 | Última atualização em Segunda, 23 de Abril de 2018, 15h40

Curso de língua portuguesa busca melhorar conhecimento sobre nosso idioma

IMG 20180224 180022558 HDR

Muitas pessoas passam por situações de mudanças em suas vidas: mudar de bairro, mudar de cidade, mudar de Estado e Região, o que pode provocar grandes períodos de adaptações no novo lar. Para os imigrantes, que mudam de país, o desafio da busca por uma nova vida pode ocasionar transtornos na parte cultural e na comunicação. Assim, um projeto de extensão do Campus São Paulo do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), iniciado no começo desse ano, busca a inclusão de estrangeiros hispânicos, oferecendo um curso de língua portuguesa a estes.

O projeto de extensão “Português do Brasil para Hispânicos”, coordenado pelo professor Luiz Henrique Siloto, e ministrado pelo professor Flávio Biasutti Valadares, busca atender a demandas da comunidade do entorno do Campus São Paulo, uma vez que esta apresenta uma comunidade de falantes de espanhol oriundos de diversos países da América Latina.

O entorno da sede do Campus São Paulo possui um contingente significativo de emigrantes falantes de Espanhol. Atento ao que dispõe o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do IFSP sobre as interdisciplinaridades entre ensino e extensão e suas aplicações. “Todos se retroalimentam em função das necessidades sociais e econômicas e das demandas profissionais, em permanente atualização”, o projeto consta com aulas nas tardes de sábado, iniciadas no dia 24 de fevereiro até 30 de junho de 2018, com conceitos básicos da língua portuguesa falada no Brasil, com conteúdo programático focado em estruturas fonéticas, aspectos gramaticais e de gêneros textuais orais e escritos, dentre outros.

Observamos que muitos deles têm dificuldades de inserção no mercado de trabalho formal paulistano por não terem domínio da Língua Portuguesa. Dessa maneira, para atender a tal demanda e para contribuir com ações afirmativas, justificamos a oferta deste curso.

Rocio Quispe Yurja está no Brasil há 31 anos e é técnica em contabilidade da Coordenadoria de Pagamento de Pessoal (CPP) do IFSP há 4 anos. Segundo ela, o domínio e compreensão do idioma é uma ferramenta de uma boa comunicação para qualquer tipo de oportunidade que pode surgir. “Quando estamos em um país novo, precisamos nos apropriar do idioma local afim de conhecer a respeito dos nossos direitos, como também conhecer as nossas obrigações e responsabilidades neste país”, disse Rocio. “O português me ajuda a ir atrás de informações como ser: cursos novos, empregos novos, negociar preços, participar de reuniões escolares dos nossos filhos, de ser atendido bem em um posto de saúde ou acessar algum direito”, relatou.

Participante do curso, Obed Churki Poma afirma que a iniciativa da Extensão é o impulso inicial de que os imigrantes precisam para buscar uma qualidade de vida. En lo personal es una motivación para corregir o mejorar la percepción de la vida”, disse. 

Inclusão Social. Outra ação de inclusão semelhante, proposta por um discente do curso de Tecnologia em Gestão em Turismo, proporcionou a imigrantes latinos um passeio, pela primeira vez em suas vidas, ao litoral e conhecer o mar. (Leia mais: https://spo.ifsp.edu.br/destaques/1287-trabalho-de-aluno-de-turismo-leva-bolivianos-para-conhecer-o-mar)

registrado em:
Fim do conteúdo da página