Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Alunos da Física visitam LCT da USP

Publicado: Terça, 24 de Março de 2020, 10h39 | Última atualização em Sexta, 27 de Março de 2020, 16h21

Discentes conheceram o funcionamento do Laboratório de Caracterização Tecnológica

Neilo

O que é e o que se faz dentro de um Laboratório de Caracterização Tecnológica? É isso que os alunos da Licenciatura em Física do campus São Paulo foram descobrir no último dia 12 de março em uma visita técnica promovida pelo professor doutor Neilo Trindade, docente da área de Física e da pós-graduação em Engenharia Mecânica. O chamado LTC é um Centro Nacional Multiusuário, vinculado ao Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo da Escola Politécnica da USP, que desenvolve projetos de pesquisa, desenvolvimento ou inovação (P&D&I).

A visita faz parte das atividades da disciplina Física do Estado Sólido que o professor Trindade ministra para a licenciatura: “eu acredito ser importante esse tipo de atividade para que os alunos conheçam a aplicação das técnicas de cristalografia e do uso dos raios-X na caracterização de materiais, uma área tecnológica que pode ser, inclusive, de interesse dos estudantes do nível médio e que demanda conhecimentos básicos por parte desses futuros docentes”. O professor também destacou a multidisciplinaridade da pesquisa nessa área, envolvendo engenheiros, geólogos, químicos e físicos, além do pessoal técnico.

Durante toda a visita, o grupo foi acompanhado pelo doutorando Renato Contessoto, geólogo graduado pela USP e responsável pelo setor de análises por microscopia e processamento de imagens. Contessoto apresentou e descreveu o funcionamento de alguns dos equipamentos que compõem o LTC e seus usos, por exemplo, microscópios eletrônicos de varredura (MEV), que conseguem análises em escala nanométrica, e o microtomógrafo, que obtém imagens em 3D, de alta resolução, de estruturas internas com as amostras intactas. Segundo relato do geólogo “a interação com alunos e pesquisadores de outras áreas do conhecimento e de outras escolas é muito importante para o LCT. Isso enriquece nosso conhecimento e promove novos desafios”

Segundo relato da aluna Liliane Baeza, “é muito bom poder participar desse tipo de atividade e seria ótimo que houvesse mais; é valioso ter professores que facilitam o acesso de nós, alunos, a espaços que não conseguiríamos sozinhos.” Para a licencianda do sétimo semestre “é fantástico poder ver o funcionamento desses equipamentos tão sofisticados assim de perto e perceber a aplicação, no mundo real, daquela física - teórica - que conhecemos dentro da sala de aula. São experiências que vão solidificando nossos conhecimentos.”

registrado em:
Fim do conteúdo da página