Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptenes

Cabeçalho - Opções de acessibilidade

Início do conteúdo da página
Projeto

Câmpus São Paulo desenvolve o estudo “Jundiaí sob o olhar do IFSP – Projetos e Estudos Turísticos”, resultado do trabalho dos alunos do curso de Gestão de Turismo.

Publicado: Quinta, 07 de Outubro de 2021, 11h10 | Última atualização em Sexta, 22 de Outubro de 2021, 09h02

Para a professora do câmpus e responsável pelo projeto, Camila Collpy Gonzalez Fernandez, a experiência extrapola a sala de aula e propicia o encontro do aluno com o mercado de trabalho: “atende necessidades reais e expõe resultados que possuem grande chance de saírem do papel”, conta.

O trabalho teve início no segundo semestre de 2019, com uma aproximação da pró-reitoria de pesquisa e extensão, a partir das parcerias do IFSP com os municípios que buscavam a indicação geográfica (selo de originalidade da produção local/regional). 

O curso superior de Tecnologia em Gestão de Turismo do Câmpus São Paulo foi convidado a participar das parcerias, desenvolvendo possibilidades de produtos turísticos para os municípios envolvidos. “Iniciamos em 2020 uma parceria com o Câmpus Bragança Paulista e a Associação de Cafeicultores da cidade, que buscava a indicação geográfica do café especial e de produção tradicional. Realizamos esta proposta e entregamos projetos como aplicativos de visita, mapas turísticos, receptivos nas propriedades, roteiros turísticos, eventos,  produtos relacionados a gastronomia e sinalização turística”, destaca Camila. 

O projeto foi executado pela professora e monitores de ensino, com e sem bolsa, e os alunos das disciplinas de Projetos e Estudos Turísticos 1 e 2, totalizando 40 alunos de duas turmas (matutino e noturno). Para a aluna Elisandra Machado Estancio “foi um prazer imenso participar desse grande desafio, que agregou valor e experiência”, conta.

Ainda de acordo com a estudante, como monitora foi possível colocar em prática como organizar e apresentar eventos on-line. Ela faz parte da organização e da comunicação entre as comunidades internas e externas que estão vinculadas aos projetos. “Fui mestre de cerimônia das pré-bancas e bancas finais de avaliação dos projetos entregues para Jundiaí/SP e também fui hostess virtual pelo whatsapp, organizando a entrada dos grupos no evento, gerando agilidade e continuidade nas apresentações. Atualmente sou líder de comunicação e organização com os parceiros de Ribeirão Preto e o Polo Cervejeiro do Município e região, realizando alinhamentos, reuniões, e procurando sempre desenvolver a melhor estratégia de comunicação entre as partes, para estreitar a relação dos alunos, colaborando para que as dúvidas dos projetos em andamento sejam sanadas de forma clara, objetiva e eficiente”, descreve.

Elisandra ainda destaca que “como monitora aprendo todos os dias e isso me motiva a ser melhor que ontem, me preparando a cada dia para o mercado de trabalho”.


Jundiaí sob o olhar do IFSP 

No segundo semestre do mesmo ano, foi iniciado também o contato com o município de Jundiaí e, por intermédio da parceria do Câmpus Jundiaí com a secretaria de Turismo, definiu-se que o grupo trabalharia as rotas turísticas de Jundiaí, oferecendo consultoria e novos produtos como nova rota de turismo industrial, turismo com experiências criativas, roteiros de observação de pássaros, podcasts, mapas turísticos, adaptação e acessibilidade nas rotas para deficientes, vídeos promocionais entre outros. 

A professora ressalta que esta proposta já foi concebida em um projeto de extensão desenvolvido por ela denominado “Jundiaí sob o olhar do IFSP”. 

A aluna Mariane Ferraz Rosa foi uma das participantes, responsável pela equipe de monitoria e pela apresentação do projeto para a prefeitura. “Confesso que o desafio foi grande, mas bastante enriquecedor.Como monitora fazia a comunicação entre os alunos e a comunidade externa (órgãos públicos e privados), participei da organização de eventos e fui a mestra de cerimônias dos eventos finais dos municípios de Bragança Paulista e Jundiaí. Participar deste projeto foi uma experiência incrível, pois me sinto mais confiante e preparada para o mercado de trabalho. Já como aluna, o projeto trouxe oportunidades para o meu grupo vislumbrar novos caminhos como o Centelha, que é um financiamento para tirar a Creative Tour do papel”, conta.

Foram entregues 17 propostas diferentes de viabilidade comercial turística. Dentro da proposta de extensão, iniciaram-se pesquisas com a comunidade envolvida (alunos, professores e "clientes") durante todo o processo de acompanhamento e desenvolvimento dos projetos para medir a satisfação e as necessidades que devem ser atendidas. “Atualmente estamos trabalhando em fase de finalização com o polo cervejeiro de Ribeirão Preto que busca o IG da cerveja artesanal em parceria com o Câmpus Sertãozinho e iniciamos um projeto em parceria com o Câmpus Suzano, em conjunto com os municípios do Alto Tietê para trabalharmos produtos sustentáveis, com foco nas frutas da Mata Atlântica”, finaliza a professora. 


SAIBA MAIS

Jundiaí sob o olhar do IFSP 
Desenvolvido pelos alunos do curso de Tecnologia em Gestão de Turismo durante os dois semestres da disciplina “Projetos e Estudos Turísticos” do curso - 2º semestre de 2020 e 1º semestre de 2021.

A Fantástica Fábrica de Café
Alunas: Andressa Almeida Fassarella e Larissa Rodrigues de Oliveira
Apresentado para a Associação de Cafeicultores de Bragança Paulista. 

Experiências criativas para a cidade de Jundiaí
Alunos: Lucas Toledo, Mariane Ferraz e Soraia Lima.

Jundiaí Al Dente - um pedaço da Itália em São Paulo
Alunas: Bruna Manfredini, Nicole Kalil e Paula Dias.

Rota do vinho - Jundiaí é logo ali!
Alunos: Raimundo Nonato de Morais, Jadeh de Moura Vieira Bastos e Ana Nicole Sousa.

 

 

 

 

Assunto(s): Projeto
Fim do conteúdo da página