Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Destaques > Inaugurado o Centro de Memória do IFSP
Início do conteúdo da página

Inaugurado o Centro de Memória do IFSP

Publicado: Quinta, 07 de Novembro de 2019, 12h09 | Última atualização em Quinta, 12 de Dezembro de 2019, 15h16

Inauguração aconteceu nesta terça-feira (05), no Câmpus São Paulo. O Centro abriga um grande acervo que testifica os caminhos percorridos pelo Instituto em 110 anos de atividades.

 

cdm

Foi inaugurado nesta terça-feira, 05 de novembro, o Centro de Memória do IFSP – Professor Benedito Ananias da Silva. O reitor Eduardo Modena, o diretor geral do Câmpus São Paulo, Luiz Claudio de Matos Lima Junior, e diversos gestores que fazem parte da história do Instituto estiveram presentes na inauguração.

O Centro de Memória começou a ser estruturado em 2016, quando foi criada a Coordenadoria de Documentação e Memória (CDM) do Câmpus São Paulo. De acordo com a coordenadora Alba Fernanda Oliveira Brito, o Centro abriga um grande acervo que testifica os caminhos percorridos pelo Instituto nesses 110 anos de atividades voltadas à educação profissional. A organização desse material (audiovisual, bibliográfico, cartográfico, eletrônico, filmográfico, iconográfico, micrográfico, textual e tridimensional) visa a guarda, conservação, preservação, disponibilização e difusão da história e da memória do IFSP.

Ao falar sobre o Centro, que abriga não apenas um acervo físico, mas a memória educativa, e a identidade social individual e coletiva, da Instituição, o reitor Modena se disse emocionado. “É um privilégio poder participar desse momento. Como ex-aluno que retornou e ajuda a construir esse Instituto, que é referência no país, eu me sinto privilegiado. Eu não tenho a pretensão de me comparar a Newton, mas, como ele, posso afirmar que só fui tão longe porque subi em ombros de gigantes. O IFSP de hoje é o resultado e a continuação do trabalho de muitos que deram o melhor de si por essa Instituição”, afirmou.

O diretor geral do Câmpus São Paulo, Luiz Claudio de Matos Lima Junior, também ex-aluno do Instituto, disse que uma das coisas de que mais se orgulha é de ter estudado aqui e depois ter voltado e se tornado colega de trabalho e amigo dos seus antigos professores. Ele elogiou o trabalho da Coordenadoria de Documentação e Memória (CDM) e afirmou que o Centro reúne não só as memórias do IFSP, mas a história das pessoas que por ele passaram desde a Escola de Aprendizes e Artífices, em 1909, até hoje.

Antigos gestores também comentaram sobre a importância da inauguração do Centro de Memória do IFSP. O professor Garabed Kenchian, que atuou como diretor geral do então CEFET (cargo atualmente exercido pelo reitor), de 2001 a 2008, afirmou que se trata de um marco para o Instituto, pois garante da preservação da história e da memória de uma Instituição centenária, construída a várias mãos, em favor dos mais necessitados.

Francisco Gabriel Capuano, que foi diretor da Unidade Sede (hoje Câmpus São Paulo) entre 2002 e 2005 e que já ocupou vários cargos na Instituto, disse que para ele o IFSP é mais que uma Instituição de ensino, é uma escola de vida. “Aqui eu fiz muitos amigos, aprendi a ser um gestor e tenho memórias que levarei sempre comigo. Acho muito importante unir e preservar a memória da Federal”, contou.

O Centro de Memória do IFSP está localizado no Câmpus São Paulo, na Rua Pedro Vicente, 625 – Canindé – São Paulo. Mais informações e contatos estão disponíveis na página da CDM: https://spo.ifsp.edu.br/cdm


(Com informações da ASC/Reitoria)

registrado em:
Fim do conteúdo da página